24 de junho de 2016

Maria Grazia Chiuri na Dior?

Portrait David Sims 672 Maria Grazia Chiuri na Dior?

O site Business of Fashion afirmou que duas fontes seguras revelaram a contratação da atual estilista da Valentino para assumir o cargo de direção na Dior, substituindo Raf Simons, que deixou a grife de surpresa no final do ano passado. Segundo os rumores, tudo indica que Pier Paolo Piccioli, que divide a direção da Valentino junto a Maria, devera assumir sozinho o cargo. As fontes do BoF afirmaram que o anúncio oficial somente deve ser feito em meados de Julho, depois do desfile de Alta-Costura em Paris, que ainda acontece sem direção apontada, comandada pelos assistentes de estúdio Serge Ruffieux e Lucie Meie.

Ver mais >

ISFASHIONGRAM

Veja todos nosso cliques

22 de junho de 2016

O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 3

Foram 3 dias, 14 marcas e muito conteúdo de moda na cidade maravilhosa. Uma empreitada dos produtores do Rock in Rio e da Art Rio, o Rio Moda Rio reuniu desfiles, gastronomia, shows e palestras no Pier Mauá, na última semana.  Ainda seguindo as tendências do “see now, buy now”, algumas grifes disponibilizaram suas coleções apresentadas na passarela durante o evento mesmo. O IFM compareceu à semana de moda carioca e conta os highlights de três dias intensos de moda carioca:

Ivan Aguilar abriu o último dia de RMR com um desfile externo, no Palácio Tiradentes, mostrando bastante cores na sua alfaiataria. Nas paletas: rosa, roxo, azul e verde.

ivan O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 3

Osklen apresentou a mesma coleção do SPFW no Museu do Amanhã. O clima de resort ao ar livre fez mais sentido com sedas, push e linhos em formas amplas.

Untitled 12 O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 3

Logo no início do desfile, ainda no telão da sala Firjan, no Pier Mauá, Sharon Azulay, herdeira da Blue Man, já adianta: “viajamos para outros continentes”. A proposta foi se inspirar em faunas não brasileiras que lembram a própria fauna brasileira. Em voga, um tropicalismo com loris, pássaro australiano. Na passarela, jeans encardido, borrado, biquínes seventies de cintura alta – ora jenas, ora estampados -, bijuterias extravagantes, penas, longos bem soltinhos, bastante franjas – em sandálias, inclusive -, e macacões soltos de malha. Na playlist, funk mixado com MPB e um pouco de batida eletrônica. No final, o Dream Time do Passinho encerrou o desfile com “Baile de Favela”, “De Ladin” e o próximo lançamento do grupo “Vai Dar Ruim”, fazendo todos os convidados dançarem, cantarem e, claro, registrarem tudo em seus celulares.

Untitled 13 O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 3

Lenny Niemeyer apresentou a mesma coleção Verão 2017 no SPFW. Inspirada na cultura milenar japonesa, com quimonos, maiôs, biquínes com amarrações do país (o shibari) e uma estamparia bem rica. A apresentação foi bonita e delicada, com um jardim japonês no meio, onde um jardineiro fazia ondas na areia com trilha de Sakamoto. 

Untitled 14 O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 3

The Paradise encerrou o Rio Moda Rio com um desfile bem interessante. Antes da apresentação, homens e mulheres andavam pela sala com animais inusitados: cobras, macaquinhos, araras, coruja. Entre os convidados, no meio da sala, um DJ comandava a line up instrumental que, por sinal, foi maravilhosa. Thomaz Azulay  já havia trabalhado com Sharon na Blue Man por anos e, em 2015, lançou oficialmente a primeira coleção da marca, com o parceiro e publicitário Patrick Doering, que passou pelas grifes cariocas Mara Mac e Sara Joias. A coleção, atemporal, sem seguir as estações do ano – como algumas marcas atualmente vêm fazendo – trouxe um realismo fantástico em estampas bem tropicais e divertidas, sendo que a convicção de seus criadores é a de que as padronagens podem “conduzir a uma viagem ao paraíso”.

 

Untitled 15 O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 3

Ver mais >
Banner_Mesclado (1)
21 de junho de 2016

O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 2

Foram 3 dias, 14 marcas e muito conteúdo de moda na cidade maravilhosa. Uma empreitada dos produtores do Rock in Rio e da Art Rio, o Rio Moda Rio reuniu desfiles, gastronomia, shows e palestras no Pier Mauá na última semana.  Ainda seguindo as tendências do “see now, buy now”, algumas grifes disponibilizaram suas coleções apresentadas na passarela durante o evento mesmo. O IFM compareceu à semana de moda carioca e conta os highlights de três dias intensos de moda carioca:

Maria Filó abriu o segundo dia de Rio Moda Rio com uma coleção bem mais comercial, que, aliás, foi a proposta do evento. Com peças bem próximas do que serão vistas nas lojas, a marca mostrou seu tricô – ponto-chave da coleção – em vestidos e calças. Cortes mais justos e em comprimento midi também estavam em voga, além dos babados e jabôs. Nas paletas de cores: azul, laranja, branco e vinho em listrados, estampas florais e até mesmo em peças lisas, com vazados.

maria filo  O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 2

Logo em seguida, a Mara Mac se inspirou nos oceanos e investiu no azul e cores mais claras e neutras. A pegada da coleção, vista também em outros desfiles como Martu e Isabela Capeto, foram as listas. Os amassados e tingimentos a seco também estavam na passarelas.

Untitled 1 O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 2 No meio dos desfiles do dia, Isabela Capeto, que já havia desfilado pouco tempo antes no SPFW, criou uma outra coleção especialmente para o Rio Moda Rio, embora tenha o mesmo tema da anterior. Muitos bordados, aplicações, tules, jeans e cores mais fortes, como o dourado, vinho e vermelho foram vistos demais.

isabela capeto O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 2

 

Andrea Marques retratou o Rio de Janeiro em sua coleção inteira com estampas de gaivotas e o preto e o branco do calçadão de Copacabana. Bordados e modelagens amplas assimétricas estavam em evidência nas peças. A sensualidade ficou para os ombros e costas de fora com vestidos tomara que caia, com gola no pescoço ou de ombro a ombro.

Untitled 11 O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 2

Alessa encerrou o segundo dia de evento saindo da linha dos seus clássicos caftãs. Nesta coleção, a estilista investiu em cores mais fechadas (quase as mesmas em cada peça) como o musgo e azul marinho. Ela também apostou em zíper dourados, braceletes e colares de ouro com as palavras “cariocaholic” e “dreamaholic”.

alessa O que rolou de melhor no Rio Moda Rio Day 2

Ver mais >
20 de junho de 2016

O que rolou de melhor no Rio Moda Rio day 1

Foram 3 dias, 14 marcas e muito conteúdo de moda na cidade maravilhosa. Uma empreitada dos produtores do Rock in Rio e da Art Rio, o Rio Moda Rio reuniu desfiles, gastronomia, shows e palestras no Pier Mauá na última semana.  Ainda seguindo as tendências do “see now, buy now”, algumas grifes disponibilizaram suas coleções apresentadas na passarela durante o evento mesmo. O IFM compareceu à semana de moda carioca e conta os highlights de três dias intensos de moda carioca:

Patrícia Vieira abriu o evento com seu clássico couro que, dessa vez, trouxe a sensualidade das cubanas com flores estampadas, aplicadas e transparências. A estilista seguiu os passos do kaiser Karl Lagerfeld e teve sua coleção Verão 2017 seguindo também a linha da ilha caribenha com músicas temáticas e tudo. No entanto, a mulher de Cuba retratada por Patrícia foi uma mulher menos tropical e mais vestida para a noite, não tão casual; mais couture, mais glam. Peças majoritariamente midis e em couro – DNA da marca, croppeds, franjas e fendas também foram vistas.

patrícia vieira O que rolou de melhor no Rio Moda Rio day 1

Em seguida veio a Martu que estreou no Rio Moda Rio mostrando a mulher carioca despojada, irreverente e adepta a um hi-lo. Esta é a primeira coleção em 10 anos de marca, cujo último desfile foi no Out/Inv 2014 do SPFW. Ou seja: voltou com tudo! Marta Macedo quis desconstruir o glamour da noite dando mais autenticidade nas roupas de festa. O mais legal? A coleção é atemporal e segue os rumos das maisons internacionais com o “see now, buy now” – o que foi apresentado no desfile na quarta-feira já estava à venda no seu ateliê, no Jardim Botânico, no dia seguinte. Nada de esperar meses como antigamente para as coleções chegarem às lojas.

martu O que rolou de melhor no Rio Moda Rio day 1

 

Mais tarde, Lino Villaventura também fez uma bela estreia no RMR- essa foi, na verdade, sua terceira semana de moda nessa temporada, depois do Minas Trend e do SPFW. Mas ele mostrou as mesmas peças nos três desfiles? Não. Em São Paulo, em suas palavras, ele mostrou o “suprassumo”, ou seja, roupas que davam mais efeito pra foto, tudo por causa da presença do super fotógrafo Miro; em Belo Horizonte, a história foi mais comercial; já no Rio, Lino mostrou uma parte mais centrada na passarela, mais especial e bem a cara do Rio de Janeiro. No total, somando os três desfiles, totalizaram cerca de 60 looks – uma coleção completa, que incluía couro em botas-faixas-skinny, amassados assimétricos e uma paleta de cores fortes e brilhosas. 

Lino Villaventura O que rolou de melhor no Rio Moda Rio day 1

Por último, Guto Carvalhoneto juntou o corte certo, algodão, renda irlandesa (que vem do interior do Sergipe), autenticidade e ousadia num desfile em que o preto, branco e o prata reinaram. A camisa, ora decotada, ora cobrindo o pescoço, foi o elemento chave; calças de alfaiataria e skinny que vão no joelho também foram vistas. Um destaque para o desfile foi a cantora e bancária Carô Renne, que estreou nas passarelas de Guto, embora não seja novidade para o estilista.  A mineira tem alopécia universalis, uma rara condição genética que a impede de ter pêlos em em todo o corpo desde o nascimento. Com esse visual diferente, ela foi a estrela também do vídeo filmado e dirigido por Guto, chamado Primeiro Grito, projetado no começo da apresentação. “Eu faço uma extraterrestre, que caiu no sertão, sem roupa nenhuma, e começou a se vestir com as camisas de algodão que encontrava pendurada em cercas de arame farpado”, disse ao site do RMR. Carô, que também fotografou a campanha anterior de Guto, abriu e fechou a apresentação do estilista e só fez elogios a ele. “A moda mostra um padrão que as pessoas se espelham. O legal do Guto é que ele não se apega a regras e trabalha com pessoas diferentes.”

Lino Villaventura O que rolou de melhor no Rio Moda Rio day 1 160616 guto carvalhoneto pv 17 01 O que rolou de melhor no Rio Moda Rio day 1

 

Ver mais >

9 de junho de 2016

TOD’S em: Save the Children

 

Gabriela%20Hearst%20Tods%20shoe all%20colors TODS em: Save the Children

A designer Gabriela Hearst  se juntou com a marca italiana de artigos de couro Tod para uma colaboração de sapatos que beneficia a Save the Children, uma organização que ajuda crianças de comunidades globais para um futuro melhor. Para todos os pares de brogues vendidos, 20% dos lucros vão para a caridade. Para trazer a consciência para a causa, celebridades elegantes como Dakota Fanning, a modelo Lauren Hutton, a estrela de streetstyle Miroslava Duma, e até mesmo Hearst posou para a campanha. Os brogues fofos estão disponíveis na loja online da Tod em cinco cores no valor de $645 cada, o equivalente a R$ 2186,00 com a cotação atual. Confira, abaixo, os cliques da campanha por Hans Neumann.

Dakota Fanning Tods TODS em: Save the ChildrenLauren Hutton Tods TODS em: Save the ChildrenMiroslava Duma Tods TODS em: Save the ChildrenGabriela Hearst Tods TODS em: Save the Children

Ver mais >
7 de junho de 2016

O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016

A última segunda-feira, 6, foi animada no Hammerstein Ballroom, em Nova York.  O CFDA Awards 2016 reuniu a nata da moda e celebridades americanas na premiação que homenageia os melhores estilistas e ícones de estilo do país. Entre os vencedores,  Marc Jacobs recebeu o Prêmio de Designer de Roupas Femininas, Thom Browne pela Moda Masculina e Imran Amed, editor-chefe do The Business of Fashion, ganhou o Prêmio da Mídia. Houve ainda um tributo ao icônico David Bowie que faleceu no início deste ano. O evento, obviamente, reuniu artistas com produções elegantíssimas. Confira:

emily ratajkowski cfda awards 2016 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538427046 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538427064 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538428300 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538429560 1 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538429992 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538430666 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538431040 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538431082 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538432764 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 gettyimages 538511794 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 irina shayk 2 1 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016 sara sampaio cfda awards 2016 O que rolou de melhor no CFDA Awards 2016

 

 

Ver mais >
3 de junho de 2016

Dior apresenta sua coleção pré-primavera verão com referência ao pós-guerra

O Palácio de Blenheim, na Inglaterra, tem uma grande representatividade para a Dior. Em 1954, foi palco para criações do próprio Christian Dior e, anos depois, pelo seu sucessor, Yves Saint Lauren. Dessa vez, o palácio serviu de localização para a maison apresentar sua pré-primavera verão 2017. No comando da grife desde a saída de Raf Simons no início deste ano, a dupla de suíços Lucie Meier e Serge Ruffieux fez várias alusões ao universo das caçadas da aristocracia inglesa, com roupas adornadas de rajadas de vermelho que remetem aos blazers dos caçadores, tweeds rústicos, jacquards com cenas equestres misturadas a flores do campo. Bastante decotes, longos e midis dominaram a passarela com muitas sobreposições numa cartela de cor em tons terrosos, azul pastel, amarelo, preto, branco e cinza. 

branco dior Dior apresenta sua coleção pré primavera verão com referência ao pós guerra decotedior Dior apresenta sua coleção pré primavera verão com referência ao pós guerra longodior Dior apresenta sua coleção pré primavera verão com referência ao pós guerra

Ver mais >
2 de junho de 2016

Michael Kors proíbe postagens de seu desfile nas redes sociais

instagram phone hed 2013 Michael Kors proíbe postagens de seu desfile nas redes sociais

Sem mais desfiles intagramados para a Michael Kors. Sua coleção pré-primavera/verão – o equivalente ao pré-outono/inverno no Brasil – será apresentada no dia 7 de junho e os convidados estão proibidos de postarem as fotos das peças nas redes sociais. O propósito é não banalizar a coleção que chega às lojas apenas em outubro. Antes disso, ainda no dia do desfile, a marca divulgará apenas cinco imagens que poderão ser postadas na internet. O restante das fotos serão enviadas no dia seguinte apenas para editores especializados. “Nós achamos que os clientes vão gostar de ter apenas uma prévia da coleção em vez de uma inundação de imagens”, disse Michael Kors ao “Daily Front Row”. “No fim, é tudo sobre criar mais expectativa quando o produto estiver disponível”, complementa.

 

 

Ver mais >
1 de junho de 2016

Prada em coleção inspirada no Brasil

Captura de tela 2016 06 01 às 13.11.08 Prada em coleção inspirada no BrasilCom um ar super tropical em homenagem às Olimpíadas deste ano no Rio de Janeiro, a Prada acaba de lançar uma coleção de acessórios inspirados no Brasil. As peças variam desde bolsas a pequenos chaveiros decorados com elementos que simbolizam a fauna, flora e a cultura brasileira. Bolsas estampadas com araras e tucanos, chaveiros de Carmen Miranda e a figura de mestre-sala – referência aos personagens carnavalescos, são uns dos acessórios da coleção Inverno 2016 que acaba de chegar às lojas brasileiras.

Captura de tela 2016 06 01 às 13.11.14 Prada em coleção inspirada no Brasil Captura de tela 2016 06 01 às 13.11.19 Prada em coleção inspirada no Brasil Captura de tela 2016 06 01 às 13.11.23 Prada em coleção inspirada no Brasil

Ver mais >
31 de maio de 2016

Burberry lança campanha com ilustrações cartunizadas por artista

burberry campaign june 2016 on embargo until 31 may 8am uk time 001 Burberry lança campanha com ilustrações cartunizadas por artista

Burberry vem ousando nas últimas campanhas. Dessa vez, a grife apostou em ilustrações cartunizadas pelo artista britânico Luke Edward Hall ao lado de clicks de Mario Testino. A campanha começa agora em junho e se estenderá até setembro – estratégia para possibilitar os clientes de comprar o que ele veem online, impresso ou na passarela. A marca mostrou sua coleção do Outono 2016 em fevereiro e chega às lojas em setembro. O plano é que as vendas onlines e físicas das coleções masculinas e femininas aconteçam assim que a temporada dos desfiles terminarem, numa tentativa de alinhar as novas necessidades do consumidor e fechar a lacuna entre mostrar e vender. Christopher Bailey, diretor criativo da Burberry, disse que a combinação de imagens de Testino e as ilustrações feitas em aquarela, giz, óleo e acrílico por Hall “capturam o espírito artesanal da coleção.” A campanha – que não tem outono, primavera ou nenhuma tag especial – reflete as mudanças que a Burberry tem feito em termos de esclarecimento de oferta da marca e a velocidade do mercado. No início deste mês, durante uma apresentação a analistas, Bailey disse que os planos da Burberry para o joint de homens e mulheres através do “see now, buy now”  de setembro refletem o caminho certo, enquanto a empresa pretende se tornar “mais ágil e focada no consumidor.”

burberry campaign june 2016 on embargo until 31 may 8am uk time 002 Burberry lança campanha com ilustrações cartunizadas por artista

illustration of the patchwork by luke edward hall for burberry on embargo until 31 may 8am uk time 001 Burberry lança campanha com ilustrações cartunizadas por artista

illustration of the patchwork by luke edward hall for burberry on embargo until 31 may 8am uk time 002 Burberry lança campanha com ilustrações cartunizadas por artista

Ver mais >
« Posts Antigos